Manaus, 29 de maio de 2024

População pode buscar 75 pontos de vacinação contra a Covid-19 nesta semana

A Prefeitura de Manaus mais vacina contra a COVID em 75 pontos de imunização distribuídos em todas as zonas geográficas da cidade, nesta semana. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a campanha atende bebês a partir de 6 meses, crianças, adolescentes, adultos e idosos, que devem manter o esquema atualizado para se proteger contra as formas graves da doença.

O subsecretário municipal de Gestão da Saúde, Djalma Coelho, informa que as unidades ofertam desde a 1ª até a 5ª dose do imunizante, conforme os públicos e intervalos preconizados pelo Ministério da Saúde. Os usuários precisam se dirigir até o endereço mais próximo portando documento de identidade com foto, CPF ou Cartão Nacional de Saúde (CNS) e cartão de vacina.

“As pessoas precisam completar o esquema primário para ter essa proteção efetivada, pois apenas uma dose não adianta. Quase todas as vacinas têm o esquema inicial de duas doses, com exceção da Pfizer Baby, que tem o ciclo inicial de três doses. Além disso, é preciso ter atenção ao intervalo para receber as doses de reforço, pois elas são essenciais para o restabelecimento dos níveis de anticorpos adequados”, explica.

Segundo Djalma, a maior parte das unidades funciona no horário comercial, das 8h às 17h, mas a secretaria disponibiliza nove unidades de horário ampliado, até as 21h, para facilitar o acesso à vacina. A lista com endereços, horários, públicos e vacinas disponíveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br ou direto no link bit.ly/localvacinacovid19.

Os 75 pontos de vacinação são referência para todas as pessoas a partir de 12 anos de idade, segundo Djalma, lembrando que os adolescentes de até 17 anos precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis. A oferta da vacina bivalente para os grupos prioritários e a vacinação infantil são centralizadas em unidades de referência.

Crianças

De acordo com o subsecretário, as crianças de 5 a 11 anos de idade podem ser levadas a 35 pontos para atualização do esquema vacinal contra a Covid-19. Já a vacinação de bebês a partir de 6 meses até 4 anos de idade é centralizada em 14 unidades.

“O atendimento ao público infantil exige uma estratégia diferenciada, por isso o serviço é ofertado em um número reduzido. Além disso, observamos que a demanda para essa faixa etária segue muito baixa, e depois que o frasco com dez doses é aberto, é válido por apenas 12 horas. Então, essa centralização contribui para evitar o desperdício de vacinas”, pontua.

A partir desta segunda, a segunda dose da CoronaVac volta a ser disponibilizada em 14 unidades de referência. No momento da vacinação, a criança também pode atualizar outros imunizantes do calendário básico.

Bivalente

Disponível na rede municipal de saúde desde o dia 15 de fevereiro, a vacina bivalente contra a Covid-19 pode ser obtida em 55 unidades da rede. O imunizante é eficaz contra a cepa original do novo coronavírus e também contra a variante ômicron.

Atualmente, ele está liberado para sete grupos prioritários: idosos com 60 anos ou mais; gestantes e puérperas; imunossuprimidos; indígenas aldeados; ribeirinhos; quilombolas; e pessoas que vivem ou trabalham em instituições de longa permanência. Para receber, é preciso que os usuários tenham recebido a segunda dose da vacina, ou alguma dose de reforço, há pelo menos quatro meses.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!