Manaus, 30 de maio de 2024

Consumo de carne vermelha em excesso aumenta os riscos de insuficiência em pacientes com problemas na função renal, alerta especialista

O consumo de carne vermelha em excesso, especialmente por pacientes com problemas na função renal, pode potencializar os riscos de agravamento do quadro clínico de quem desenvolveu essas patologias e também contribui para a insuficiência renal, alteração em que os rins perdem a capacidade de efetuar suas funções básicas, como a de filtrar o sangue, alerta o cirurgião uro-oncologista da Urocentro Manaus, Dr. Giuseppe Figliuolo.

Presidente da seccional amazonense da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e doutor em saúde pública, Figliuolo destaca que, pacientes com problemas na função renal, tais como infecções urinárias de repetição, obstrução dos ureteres, cálculos renais (popularmente conhecidos como pedras) e doenças crônicas, precisam reduzir o consumo de carne vermelha, sal e aumentar o consumo de líquido, especialmente água – à exceção de pacientes submetidos à hemodiálise, por exemplo, que precisam controlar o consumo de água.

Isso porque, os rins são responsáveis por remover o ácido adicional consumido a partir da ingestão da carne vermelha, aumentando a carga de trabalho desses órgãos. Por outro lado, o consumo de carne branca reduz os riscos de se desenvolver doenças renais, apontam pesquisas recentes.

“Quando os rins não estão funcionando adequadamente, eles podem ter dificuldade em filtrar e eliminar o excesso de resíduos e substâncias, como proteínas e fósforo, do corpo”, destaca o uro-oncologista.

Câncer

Ele reforça, ainda, que o consumo excessivo de carne vermelha pode aumentar o risco de formação de novos cálculos renais em pessoas propensas a essa condição. Isso ocorre principalmente devido ao teor elevado de proteínas e outros compostos presentes na carne vermelha, como purinas, que podem contribuir para a formação de cristais nos rins

De acordo com Figliuolo, pacientes com problemas na função renal podem ter agravamento de quadro quando passam a consumir muita carne. Ainda de acordo com o uro-oncologista, quando consumida em excesso, a carne vermelha também aumenta o risco para os cânceres de próstata e de intestino.

Um estudo norte-americano recente relaciona o câncer de próstata e aponta que homens que consomem muita carne vermelha frita podem ter as chances de desenvolver a neoplasia maligna aumentada em até 40%.

Além disso, o consumo da carne vermelha grelhada ou em churrasco pode aumentar em até duas vezes os riscos de desenvolvimento do tipo agressivo da doença, segundo um segundo estudo, publicado em 2011, pela Universidade da Califórnia.

“Não estou proibindo ninguém de comer carne vermelha. Mas, se você come em excesso, procure um médico para avaliar a função renal, faça o exame periódico da próstata e os exames de rotina indicados para a cada faixa etária, como a endoscopia e a colonoscopia”, alerta Giuseppe Figliuolo.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!