Manaus, 15 de junho de 2024

Operação de combate à pornografia infantil abrange 18 estados brasileiros e mais quatro países

O Ministério da Justiça e Segurança Pública deflagrou, na manhã desta terça-feira, 6 de dezembro, a 10a fase da operação Luz Na Infância, que abrange o Amazonas, outros 17 estados brasileiros, além do Distrito Federal e mais quatro países. O objetivo é identificar suspeitos de abuso e exploração sexual infantil. Ao todo, 125 mandados de busca estão sendo cumpridos. Trinta e uma pessoas já foram presas no Brasil, até o final da manhã.

Além do Brasil, a ação ocorre na Argentina, Panamá, Equador e Estados Unidos. No Amazonas, pelo menos dois mandados de prisão estão sendo cumpridos. O objetivo da operação, que ocorre desde 2017, é identificar e prender pessoas que produzem conteúdo com pornografia infantil, além das que reproduzem/compartilham vídeos, fotos e afins. A operação conta com o apoio das polícias civis dos estados.

Operação

A fase anterior da operação ocorreu no mês de novembro. Nela, foram cumprios 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes. Pelo menos 38 pessoas foram presas, à época, nos seguintes estados: Ceará (2), Goiás (1), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul (4), Paraná (6), Santa Catarina (9), São Paulo (14) e Rio Grande do Sul (1).

A Operação Luz na Infância  conta com a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE), oferecendo cursos, compartilhamento de boas práticas e capacitações que subsidiaram as cinco fases da operação.

No Brasil, a pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!