Manaus, 20 de abril de 2024

Número de queimadas na Amazônia é o maior dos últimos 12 anos, apontam dados do INPE

Ana Carolina Barbosa – Da Redação

O bioma Amazônia registrou 101.215 focos de queimada, entre janeiro e outubro deste ano, aumento de 49% em relação ao mesmo período de 2021 e o maior volume em 12 anos, apontam dados do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpe).

De acordo com a série histórica, o maior volume, antes de 2022, havia ocorrido em 2010, quando foram registrados 117.207 focos de queimadas.

A Amazônia apresentou o maior volume de focos de queimadas entre os seis biomas brasileiros, de acordo com o monitoramento do Inpe. Dos 176.832 registros, 57,23% ocorreram na Amazônia.

Os demais foram divididos da seguinte forma: 10.363 na Caatinga, 53.394 no Cerrado, 10.027 na Mata Atlântica, 636 no Pampa e 1.197 no Pantanal. Os focos foram detectados por satélite de referência.

O Inpe também dispõe de dados por região brasileira. Segundo o Instituto, o Norte, que abriga a maior parte da Amazônia Legal, responde por 90.665 focos, figurando em primeiro lugar no ranking com o maior volume. O aumento, com relação ao ano anterior, foi de 44%. Em seguida, estão: Nordeste (37.877), Centro-Oeste (33.868), Sudeste (10.321) e Sul (4.101).

Pará, Mato Grosso e Amazonas foram os estados com os maiores volumes, com 35.442, 26.882 e 20.074, respectivamente. No Pará, entre 2021 e este ano, o aumento foi de 90%. Mato Grosso obteve aumento de 23% e o Amazonas, de 37%.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!