Manaus, 29 de maio de 2024

Número de desaparecidos após desabamento de ponte na BR-319 pode chegar a 15

Além de três mortos e 14 feridos, outras 15 pessoas podem estar desaparecidas em função do desabamento da ponte sobre o rio Curuçá,  na BR-319,  próximo aos municípios de Careiro Castanho e Careiro da Várzea, no Amazonas. A informação foi divulgada nesta quinta-feira,  29, um dia após o colapso da estrutura, por membros da força tarefa criada pelo Governo do Estado, para atuar nas buscas. O número de desaparecidos foi levantado junto a parentes de pessoas que trafegavam pelo local.

Entre os 12 veículos que afundaram junto com a estrutura, estava uma kombi que fazia o transporte de passageiros. Ela e outro veículo de passeio foram retirados na água. Oito mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonad (CBMA) continuam a varredura pelo rio, em busca de corpos.

A terceira vítima fatal remivida logo após o acidente ao IML, e cujo nome não havia sido revelado até a manhã de hoje, foi identificada como sendo o caminhoneiro Marcos Rodrigues Feitosa, 39.

Segundo testemunhas, com o bloqueio parcial do tráfego pelo DNIT (Departamento Nacional de Trânsito), que havia liberado apenas carros de passeio para passar pela ponte, antes do seu colapso,  caminhoneiros protestavam no local. O bloqueio ocorreu por conta do afundamento do asfalto nas proximidades da estrutura, que também apresentava problemas estruturais.

O DNIT anunciou nesta quinta-feira que contratou uma empresa para trabalhar na implantação de desvios,  de forma a liberar o tráfego. Também informou que a estrutura será substituída por uma ponte metálica, que será instalada com o apoio do Exército Brasileiro .

A BR-319 é o único acesso do Amazonas e de Roraima por via terrestre ao restante do País e o desabamento da ponte deixa os dois estados, que fazem parte da Amazônia Legal, isolados por estrada

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!