Manaus, 26 de fevereiro de 2024

Meio Ambiente: 59% da área total desmatada no País estão na Amazônia

Relatório Anual do Desmatamento no Brasil, disponibilizado pelo MapBiomas, mostra que 59% de toda área desmatada no País, estão no bioma Amazônia, enquanto 30,2% estão no Cerrado, 7% na Caatinga, 1,8% na Mata Atlântica, 1,7% no Pantanal e 0,1% no Pampa.

As áreas desmatadas na Amazônia e no Cerrado chegam a 14,782 quilômetros quadrados, o equivalente a 1.791.757 campos de futebol (um campo de futebol equivale a 8.150 metros quadrados).

Apesar disso, o relatório aponta que os maiores aumentos proporcionais de 2020 para 2021 de desmatamento, ocorreram na Caatinga (88,9%) e no Pampa (92%). No caso da Caatinga, o aumento é causado em parte pelo aprimoramento da detecção dos alertas.

Além do Amazonas, outros quatro estados concentram metade da área desmatada no País: Pará, Mato Grosso, Maranhão e Bahia. No caso do Amazonas, o Estado passou de 4º para 2º no ranking geral dos que mais desmatam, somando 194.485 hectares desmatados, o equivalente a 11,8% do total. Em primeiro lugar está o Pará, com 402.492 hectares desmatados, 24,3% do total.

Um dado importante revelado pelo relatório é que, pela primeira vez, em três anos, o Amazonas ultrapassou o Mato Grosso e o Maranhão e atingiu o segundo lugar na classificação geral. A área desmatada no Amazonas cresceu 50% em 2021, na comparação com 2020.

O aumento se deu principalmente pelo avanço do desmatamento na região sul do Estado, em cidades como Humaitá, que teve alta de 95,8%, Lábrea (37,4%) e Apuí (61%), todas conhecidas por reunirem altos índices de desmatamentos nos últimos anos.Os municípios constam na lista das dez cidades que mais desmataram no País, em 2021.

Enquanto em Humaitá, o aumento no desmatamento chegou a 95%, a cidade de Altamira, no Pará, pelo terceiro ano consecutivo, foi o município que mais desmatou no País. A cidade abriga a usina de Belo Monte. Só lá, conforme o relatório, foram desmatados 174,9 hectares por dia. Em segundo lugar, está São Félix do Xingu, no mesmo Estado, que chegou a 144,4 hectares por dia.

Acompanhe o relatório no link

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!