Manaus, 15 de junho de 2024

Marquinhos Negritude lança videoclipe da música ‘Largo de São Sebastião’

Obra audiovisual foi produzida com recursos de edital da Lei Paulo Gustavo, executada pelo Governo do Amazonas

O cantor e compositor Marquinhos Negritude lança, nesta terça-feira (04/06), às 19h30, no Teatro Gebes Medeiros, o videoclipe da canção “Largo de São Sebastião”. O projeto audiovisual tem o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Ministério da Cultura (MINC), já que foi contemplado por Edital da Lei Paulo Gustavo.

Marquinhos Negritude fará um pocket show, logo após a apresentação do videoclipe, com suas músicas autorais e de temática regional, como “Rio Negro”, “Teatro Amazonas”, “Manaus, Amazonas”, “Largo de São Sebastião”, entre outras outras. O evento é gratuito, aberto a todos os públicos, com faixa etária livre.

O cantor e compositor Marcos Antonio da Silva, conhecido artisticamente como Marquinhos Negritude, se destaca na música, entre outras razões, pela sua contribuição com a cultura do carnaval amazonense. Completando 20 anos de samba em 2024, o artista já teve suas composições de samba enredo agraciadas 10 vezes em primeiro lugar no Carnaval de Manaus.

Marquinhos nasceu em Natal, no Rio Grande do Norte, e mudou-se para Manaus em 1980, onde cresceu e começou a escrever suas poesias e músicas. Quando aluno do curso de Educação Artística, na Universidade Estadual do Amazonas, mergulhou no mundo das artes, participou do Coral Universitário sob a batuta do Maestro Nivaldo Santiago e frequentou o Conservatório de Música.

Compôs sua primeira canção em parceria com o amigo Ruy Fernando, em 1986, justamente no Largo de São Sebastião, sentados na calçada do monumento em frente ao Teatro Amazonas.

Marquinhos Negritude faz parte do cenário musical amazonense há mais de 20 anos, e constantemente realiza apresentações gratuitas para o público manauara, em espaços culturais como o Teatro Amazonas e o Largo de São Sebastião.

“Olhando para trás, é gratificante ver que eu tenho dado minha contribuição com a cultura da minha cidade, do meu estado, e ao Carnaval, que é uma paixão incondicional. Espero que a minha história sirva de inspiração para as novas pessoas e para os novos compositores, para os novos artistas”, declarou.

Em números

Participou de vários festivais, como o Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani), o Festival da Canção do Sesc, neste último foi premiado com o primeiro e terceiro lugar em 1990 e terceiro lugar em 1991. No Carnaval foi 10 vezes foi campeão do carnaval de Manaus como compositor ao lado dos demais parceiros, nos anos de 2005, 2006, 2007, 2009, 2014, 2016, 2017, 2018, 2019, 2023, além de ter recebido o estandarte do povo de melhor samba do Carnaval em quatro oportunidades, 2008, 2016, 2017 e 2020.

FOTOS: Divulgação/Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!