Manaus, 26 de fevereiro de 2024

Isopor usado em alegorias no Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas, é reciclado

O Festival Folclórico de Parintins deste ano deu um novo passo para a construção de um evento mais sustentável. Isso porque, a Coca-Cola Brasil e o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), uniram forças em prol do meio ambiente e pela primeira vez o isopor usado para a construção dos carros alegóricos foi reciclado.

Dar a destinação correta para os resíduos gerados no festival e, posteriormente, reciclá-los, foi uma das frentes dessa parceria, que teve início com a ação ‘Recicla, Galera’. Realizada durante a 55ª edição do Festival de Parintins, em junho, com diversas atividades voltadas para a gestão de resíduos, a ação encerra seu primeiro ciclo este mês com a reciclagem do isopor coletado das alegorias.

Na avaliação do diretor de Relações Governamentais da Coca-Cola Brasil, Victor Bicca, a iniciativa trouxe resultados importantes para a gestão de resíduos do evento e representou um marco na história do Festival ao lembrar que, além de ser a primeira vez que o isopor é reciclado, foi, também, a primeira que permitiram a entrada de catadores no Bumbódromo. “Isso é um grande passo para uma atuação mais eficiente na coleta dos resíduos gerados na festa, além de representar um aumento na geração de renda para os catadores e a conscientização dos torcedores que foram peças importantes no processo”, destaca Bicca.

O diretor ressalta, ainda, que a reciclagem do isopor, última ação do projeto, marca um ciclo de apoio da empresa ao Festival e ao desenvolvimento sustentável da região. “Nossos investimentos na região levam em consideração não apenas a importância do contexto cultural que o Festival tem para à população local. Para nós da Coca-Cola Brasil alinhar ações de impacto social, ambiental e cultural nas comunidades onde atuamos é parte dos nossos compromissos e está alinhada ao nosso objetivo global por um Mundo Sem Resíduos, em que assumimos metas importantes na agenda de embalagens e gestão de resíduos. Além disso, entendemos que iniciativas como essa reforçam nossa atuação local para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, reforça o executivo.

Reciclagem do isopor

A participação das agremiações folclóricas dos bumbás Caprichoso e Garantido foi fundamental para garantir a reciclagem final, uma vez que a retirada do isopor pós festival foi realizada por elas. O material coletado seguiu de balsa de Parintins para a capital em sacos de big bags.

Toda a estrutura e logística para realizar a reciclagem do material foi assegurada pela Coca-Cola Brasil e parceiros. Além do Governo do Amazonas, participaram da ação as empresas Santa Luzia, com sede em Santa Catarina, no Sul do país, e a Oriente, localizada em Manaus.

Para viabilizar a reciclagem, o isopor passou por um processo de compactação e degaseificação realizada em Manaus. Um maquinário específico utilizado no processo de reciclagem da empresa Oriente foi usado para a captação do plástico presente nas peças. O poliestireno, matéria-prima extraída no processo, será enviada pela Orienta para a empresa Santa Luzia para ser usada na confecção de perfis, molduras e revestimentos de paredes, gerando impacto social, ambiental e econômico no ciclo. 

Sobre o Recicla, Galera

Projeto realizado pela Coca-Cola Brasil, e pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), com participação do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam). A execução operacional de toda a ação ocorreu por meio da Impact Hub Manaus. A ação também contou com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC), da Solar Coca-Cola e da empresa Santa Luzia. A Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Sedema), bem como a Ascalpin, e as associações folclóricas dos dois bois, Caprichoso e Garantido também fizeram parte.

Sobre a Coca-Cola Brasil

O Sistema Coca-Cola Brasil atua em cinco grupos de bebidas — colas, sabores, hidratação, nutrição e emergentes — com uma linha de 260 produtos, entre sabores regulares e versões sem açúcar ou de baixa caloria. Composto por nove grupos de fabricantes franqueados, o Instituto Coca-Cola Brasil, mais Verde Campo e a parceria com Leão Alimentos e Bebidas, o Sistema emprega diretamente 56,6 mil funcionários. A empresa aposta em inovação para ampliar seu portfólio e atingir o objetivo de destinar corretamente o equivalente a 100% de suas embalagens até 2030. A Coca-Cola Brasil trabalha para oferecer cada vez mais opções com menos açúcar adicionado e no incentivo a iniciativas que melhorem o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde atua.

FOTOS: Thay Araújo

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!