Manaus, 12 de julho de 2024

Eduardo Braga reforça promessas de campanha que não dependem dele para serem cumpridas

Em entrevista, na noite desta segunda-feira,  17, ao JAM2, telejornal da Rede Amazônica,  o senador e candidato ao Governo do Amazonas, Eduardo Braga (MDB), aproveitou para reforçar promessas de campanha que não dependerão dele para serem cumpridas, caso seja eleito.

Aproveitando a repercussão em torno da BR-319,  rodovia federal que registrou, nas últimas semanas, o colapso de duas pontes do lado do Amazonas, isolando o Estado e a unidade federativa vizinha, Roraima, do restante do País, o candidato disse que, se o Governo Federal delegar a obra de recuperação da estradas ao Governo do Estado, ele irá executá-la.

A BR-319 liga o Amazonas  Rondônia e há mais de 20 anos, tem seu trecho central, que corresponde a cerca de 400 quilômetros, intransitável. É a única ligação por terra do AM e de RR, com o restante do Brasil. A recuperação da estrada depende de uma série de fatores,  entre eles, estudos de impacto para a liberação de licenças ambientais emitidas por órgãos federais, como Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis).

Em outros governos, incluindo no de Braga, houve inúmeras tentativas de obter as licencas, a partir de articulação e de EIA-RIMAS (Estudos de Impacto Ambiental e Relatórios de Impacto Ambiental) – um deles apresentado pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestruturade Transportes, em 2008, ano em que Braga era governador)-, que, no final, não atenderam aos pré-requisitos para a liberação das licenças.

Eduardo Braga deu como exemplo as estradas estaduais que, segundo ele, foram construídas durante sua gestão, ignorando a complexidade que envolve a obra da BR-319.

Atualmente,  uma licença prévia para a obra, concedida pelo Ibama, está sob investigação do MPF (Ministério Público Federal) , já que em 2019, o órgão havia recomendado ao Instituto que as diligências sobre a autorização da obra fossem suspensas até que fosse realizada uma consulta aos povos indígenas tradicionais potencialmente impactados pela rodovia.

Outro projeto citado por Braga, foi o pagamento, a partir de fevereiro de 2023, de um auxílio estadual turbinado,  no valor de R$ 500. Atualmente, o auxílio concedido é no valor de R$ 150, voltado, especialmente, à segurança alimentar de famílias em situação de vulnerabilidade social em Manaus e no interior. Os recursos saem do Tesouro Estadual direto para a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), conforme a Lei Ordinária 5665/ 2021, que institui o Auxílio Estadual.

Eduardo Braga diz que o novo auxílio atenderá a 500 mil famílias. Mas, para que a promessa se torne realidade, é preciso que um projeto de lei seja encaminhado à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e seja aprovado pela maioria dos parlamentares, após análise de viabilidade econômica, uma vez que o impacto nos cofres do Executivo será de R$ 3 bilhões ao ano. Vale lembrar que a composição da Aleam para a próxima legislatura é, em grande maioria, de deputados que apoiam a reeleição de Wilson Lima, o que, em tese, tornaria mais difícil a articulação do governo Braga para a aprovação de matérias de interesse do Executivo.

Ao ser questionado sobre a fonte do recurso para manter o programa, o candidato respondeu que o dinheiro sairá de desperdícios e do combate à corrupção. Ou seja: não mencionou fonte específica ou fundo de onde sairá a verba.

Na educação, Braga disse que levará Internet ao interior é um problema do Governo Federal, mas, que o Estado auxiliará via cooperação. Cogitou, ainda, contar com um projeto em parceria com o empresário Elon Musk, para levar Internet às escolas públicas, mas não comentou qual projeto. Recentemente, Elon Musk esteve no Brasil para tratar de projetos variados, entre eles, o que utilizaria uma rede de satélites do bilionário para o controle e combate ao desmatamento na Amazônia, algo que é feito há anos pelos satélites do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia).

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!