Manaus, 28 de fevereiro de 2024

Braga e Ricardo Nicolau declaram as primeiras despesas de campanha com o pagamento de R$ 40 mil em serviços

Os candidatos ao governo do Amazonas, Eduardo Braga (MDB) e Ricardo Nicolau (Solidariedade), abriram a prestação de contas eleitorais no DivulgaCand, sistema de registro de candidaturas do tribunal Superior Eleitoral (TSE), com R$ 20,6 mil e R$ 20 mil em despesas contratadas, respectivamente, até esta terça-feira, 23. Os candidatos Amazonino Mendes (Cidadania), Carol Braz (PDT), Israel Tuyuka (PSOL), Henrique Oliveira (PODE), Nair Blair (AGIR) e Wilson Lima (União Brasil), que concorre à reeleição, ainda não declararam gastos.

Prestação de contas de Ricardo Nicolau

Além de declarar as despesas, os candidatos também já deram início à divulgação das receitas, fruto de doação. Braga arrecadou R$ 27,2 mil de fontes diversas, como do ex-chefe de seu gabinete pessoa, Francisco Duarte da Silva, do correligionário Miguel Capobiango e do próprio ajudante parlamentar do sue gabinete como senador em Brasília, Leonardo Corrêa Lima de Farias, além de Paulo Roberto de Souza e Silva Júnior, entre outros. Nicolau registrou R$ 50 mil no período, doados pelo irmão, Luís Alberto Saldanha Nicolau, sócio administrador da Samel.

Prestação de contas de Eduardo Braga

Apesar de ainda não apresentar despesas contratadas, Wilson Lima apresenta receita de R$ 2,84 milhões, destinados à campanha pela direção nacional do União Brasil, legenda à qual é filiado. O limite de gastos para a campanha de primeiro turno, para cada um dos oito candidatos ao Governo do Amazonas, é de R$ 7,115 milhões.

Receita de Wilson Lima

O valor contratado por Ricardo Nicolau foi direcionado ao impulsionamento de publicações na internet. Uma espécie de patrocínio, em que os candidatos pagam às plataformas como Facebook e Instagram, valores para colocar certas publicações em evidência no feed, dando mais destaque às informações.

Já Braga, aplicou R$ 15,5 mil em impulsionamento de conteúdo em redes sociais, mais R$ 5 mil em patrocínio de conteúdo no Google, e o restante em criação de página na internet e contratação de domínio, além de baixas de pessoas físicas (doações de serviços estimados).

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!