Manaus, 14 de abril de 2024

Amazônia em chamas: número de focos de queimadas é o maior desde 2016, aponta Inpe

O número de focos de queimadas na Amazônia, de 1 de janeiro a 13 de setembro, é o maior registrado desde 2016, comando 70.974, cerca de 52% maior que no mesmo período do ano anterior, aponta série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Os dados são coletados a partir de monitoramento via satélite. A Amazônia é responsável por quase 60% dos focos registrados nos seis biomas brasileiros em 2022.

Conforme o satélite de referência do INPE, depois da Amazônia, vem o Cerrado (com 36.041 focos), a Mata Atlântica (com 7.763), a Caatinga (3301), o Pantanal (com 1.078) e o Pampa (com 510).

Reprodução Site do INPE

Entre os estados brasileiros com as maiores quantidades de focos de queimada, estão: Pará, em primeiro lugar (22.831); Mato Grosso, em segundo (22.414) e Amazonas (14.849). O Pará foi o estado que apresentou o maior aumento percentual entre as unidades da federação, no comparativo de dados de 2021 e 2022, chegando a 94%. No Mato Grosso, 43%, e Amazonas, 30%.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais lidos

Assine nossa Newsletter

Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail. Não fazemos Spam
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido !!